BLOG

FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS AÇÕES DO RECANTO

Buscar

As festas juninas sempre representam a alegria e no Recanto dos Velhinhos não é diferente. Na tarde de quarta-feira, 22, a diretora de eventos, Teresa Marchiori Jorge, juntamente com as técnicas da entidade, promoveram uma festa para os internos.

Caracterizados para a festança, eles se alegraram, puderam dançar e apreciar os quitutes de festa junina. “Não pudemos fazer no salão de eventos pela dificuldade de mobilidade de vários internos, então improvisamos o arraial no refeitório e no jardim. Os nossos internos ficaram felizes porque esse tipo de festa remete a muitas lembranças”, disse a diretora de eventos.


21 visualizações0 comentário

O sábado foi para receber os amigos e convidados no salão de eventos do Recanto dos Velhinhos para a realização da Festa Junina, uma tradição que se renova após dois anos ausente. Teve fogueira, quentão, pipoca, lanche de calabresa e cachorro quente, música boa a cargo do Marrom, Magali, Vivi e Jorginho que garantiram a alegria no evento.

O presidente Ademir João Rossi e todos os diretores estavam felizes com a presença do público que atendeu ao convite da entidade e esteve na festa. Os vereadores Franklin Duarte e Luiz Mayr Neto também estiveram prestigiando o evento.

A Comissão de Eventos preparou o local com bandeirolas e flores, tornando o espaço ainda mais bonito. A festa contou também com a participação de voluntários da Comunidade de Santo Antônio e voluntários do Recanto dos Velhinhos.




8 visualizações0 comentário

Tony Alfaiate ou Antônio de Oliveira Neto, 81, interno do Recanto desde fevereiro de 2021, usando os seus dotes, conclui a sua primeira colcha de retalhos que já está em sua cama.

Caprichoso ele foi unindo os pedacinhos de panos coloridos e transformou num trabalho primoroso.

A alegria de mostrar o seu trabalho e receber os elogios o incentivou a iniciar outra colcha, costurando numa máquina emprestada pela Administreadora do Recanto.

Enquanto ele costura os retalhos coloridos, vai se ocupando e ao mesmo tempo sentindo-se útil.

“Gostaria muito de ter uma máquina para eu poder fazer muito mais coisas aqui no Recanto, quero retribuir o que tenho recebido”, disse Tony.

11 visualizações0 comentário